1. Construção e adaptação de instrumentos psicológicos;

Validação de uma escala de Gratidão para Idosos (Psicologia Positiva) - 

Susy Ane Ribeiro Viana

Validação e adaptação para a realidade brasileira e população de idosos da Escala de Gratidão (Valero, 2014), cujo embasamento teórico é a Psicologia Positiva.

 

Tradução e adaptação para realidade brasileira do manual Brief Intervention for Adolescent Alcohol and Drug Use

Fernanda Cerutti 

Projeto de pesquisa vinculado ao grupo de pesquisa ?Avaliação e Intervenção no Ciclo Vital?, desenvolvido no Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul e coordenado pela Professora Doutora Irani Iracema de Lima Argimon. O estudo tem como objetivo realizar a tradução e adaptação transcultural para a realidade brasileira do Manual Brief Intervention for Adolescent Alcohol and Drug Use desenvolvido nos EUA por Winters e colaboradores em 2006. Especificamente, pretende-se realizar um estudo piloto para aplicação da Intervenção Breve do Manual adaptado e traduzido, a fim de fazer os ajustes necessários.

2. Avaliação e Intervenção no ciclo vital.

Avaliação de preditores de Crescimento Pós-Traumático em uma população de mulheres com câncer de mama 

Carolina Villanova Quiroga

Aspectos envolvidos no tratamento do uso de drogas na adolescência

Avaliação do impacto de uma Intervenção Breve com a participação dos pais para o tratamento de adolescentes usuários de drogas. Investigação de aspectos envolvidos na gravidade do uso: esperança dos pais/cuidadores (Psicologia Positiva). E na motivação do adolescente para a mudança de comportamento do uso de drogas: personalidade e cognição.

 

O uso do ambiente virtual para avaliação e reabilitação cognitiva de idosos: adaptação de tarefas ecológicas

1. Construção e adaptação de instrumentos psicológicos;

Validação de uma escala de Gratidão para Idosos (Psicologia Positiva) - 

Mestra Susy Ane Ribeiro Viana

Validação e adaptação para a realidade brasileira e população de idosos da Escala de Gratidão (Valero, 2014), cujo embasamento teórico é a Psicologia Positiva.

 

Tradução e adaptação para realidade brasileira do manual Brief Intervention for Adolescent Alcohol and Drug Use

Doutora Fernanda Cerutti 

Projeto de pesquisa vinculado ao grupo de pesquisa Avaliação e Intervenção no Ciclo Vital, desenvolvido no Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul e coordenado pela Professora Doutora Irani Iracema de Lima Argimon. O estudo tem como objetivo realizar a tradução e adaptação transcultural para a realidade brasileira do Manual Brief Intervention for Adolescent Alcohol and Drug Use desenvolvido nos EUA por Winters e colaboradores em 2006. Especificamente, pretende-se realizar um estudo piloto para aplicação da Intervenção Breve do Manual adaptado e traduzido, a fim de fazer os ajustes necessários.

2. Avaliação e Intervenção no ciclo vital.

Avaliação de preditores de Crescimento Pós-Traumático em uma população de mulheres com câncer de mama 

Mestra Carolina Villanova Quiroga 

O Crescimento Pós-Traumático (CPT) é uma mudança emocional percebida pela pessoa após a vivência de uma situação difícil e/ou traumática. Trata de uma remodelação cognitiva positiva, implicando em crescimento em um ou mais seguimentos de vida. A literatura descreve preditores que facilitam o desenvolvimento do CPT, como estratégias de coping adaptativas, ruminação, percepção de suporte social e da situação em questão como estressora. Entende-se que o diagnóstico e tratamento do câncer de mama é uma vivência traumática que influencia diretamente no bem estar biopsicossocial-espiritual da mulher. Este projeto tem como objetivo avaliar preditores de CPT em mulheres após o tratamento do câncer de mama no Rio Grande do Sul. Procura-se contribuir para o trabalho de prevenção e promoção de saúde desta população. Conhecendo comportamentos e estratégias emocionais preditoras de CPT é possível estabelecer um plano de tratamento mais focal e assertivo. O estabelecimento de um tratamento mais assertivo vai ao encontro da demanda de tempo de tratamento, principalmente no que diz respeito à clínica na Saúde Pública.

Intervenção breve para prevenção do uso de álcool e drogas na adolescência: parentalidade e personalidade

Doutora Fernanda Cerutti

Projeto de doutorado vinculado ao grupo de pesquisa Avaliação e Intervenção no Ciclo Vital, desenvolvido no Programa de Pós-Graduação em Psicologia da PUCRS e coordenado pela Professora Doutora Irani Iracema de Lima Argimon. A proposta de estudo utilizará uma Intervenção Breve voltada ao adolescente, que prevê a participação direta dos pais/responsáveis (IB-AP), este protocolo de intervenção foi desenvolvido nos EUA por Winters, Botzet, Fahnhorst e Leitten (2006). Como ainda existem alguns aspectos importantes implicados no sucesso das intervenções breves com adolescentes que precisam ser identificados, também serão investigados no estudo traços de personalidade dos adolescentes que possam estar relacionados à motivação do mesmo pela redução e cessação do seu uso de drogas. Além disso, as evidências de efeito terapêutico do protocolo da Intervenção Breve (IIB-AP) serão investigadas em um estudo piloto, utilizando medidas da motivação no pré e pós-teste.

Aspectos envolvidos no tratamento do uso de drogas na adolescência

Avaliação do impacto de uma Intervenção Breve com a participação dos pais para o tratamento de adolescentes usuários de drogas. Investigação de aspectos envolvidos na gravidade do uso: esperança dos pais/cuidadores (Psicologia Positiva). E na motivação do adolescente para a mudança de comportamento do uso de drogas: personalidade e cognição.

 

O uso do ambiente virtual para avaliação e reabilitação cognitiva de idosos: adaptação de tarefas ecológicas

O objetivo é adaptar tarefas ecológicas para avaliação das funções cognitivas em realidade virtual, assim como investigar como idosos com e sem declínio cognitivo leve desempenham-se nessas tarefas.

 

A influência de fatores cognitivos, de personalidade, sintomas depressivos e de ansiedade nas habilidades sociais de idosos

Pretende investigar a relação entre habilidades sociais, componentes de personalidade, habilidades cognitivas e alterações do humor em idosos com e sem declínio cognitivo leve.

 

Avaliação de intervenções sobre a desvalorização pelo atraso em grupos de tabagismo

Arianne de Sá Barbosa

Visa investigar as evidências de efeito terapêutico da inserção de intervenções sobre a tomada de decisão (continuum autocontrole x impulsividade) como ação central em grupos de cessação do tabagismo (variável independente), em comparação aos grupos de terapia cognitivo-comportamental já realizados em unidades de saúde do Sistema Único de Saúde (SUS) de todo o município de Gravataí. Visa-se avaliar, assim, se haverá diferença na forma de tomar de decisões (continuum autocontrole x impulsividade) (variável dependente 1), no comportamento de fumar (diminuição ou abstinência do uso de cigarro) (variável dependente 2) e na aderência (frequência às sessões e tarefas realizadas) ao tratamento dos participantes do programa de cessação do tabagismo (variável dependente 3) entre as duas modalidades de grupos, que serão oferecidas aleatoriamente aos fumantes que procurarem auxílio para parar de fumar em qualquer unidade de saúde do município. 

 

Influência da idade e da escolaridade no desempenho de idosos no Teste Wisconsin de Classificação de Cartas, versão de cartas – WCST-64

Busca investigar a influência de características sociodemográficas no desempenho no WCST-64 em idosos.

 

Medidas de esperança e o uso de drogas em adolescentes

Allana Almeida Moraes

    O interesse em realizar a pesquisa surgiu do desejo em compreender mais profundamente a respeito dos aspectos de Esperança na adolescência e como se configura a relação desta com o uso de drogas. Tal interesse advém de estudos que constatam que a Esperança encontra-se vinculada a adolescentes que mantém um posicionamento positivo diante dos eventos da vida, principalmente frente a problemas considerados difíceis de resolver.O presente estudo tem o objetivo de identificar características de personalidade e Esperança e sua relação com uso de drogas em adolescentes. Para isto será realizada pesquisa quantitativa, transversal e exploratória. Participarão do estudo 746 adolescentes estudantes da 8ª série e 9º ano do ensino fundamental e dos três anos do ensino médio de escolas públicas e privadas de Porto Alegre – RS e região metropolitana. Convencionou-se pela faixa etária dos 14 aos 17 anos, pois se relaciona com as idades compreendidas nos instrumentos que serão utilizados.Os instrumentos utilizados serão uma ficha de dados óciodemográficos, Escala de Esperança Disposicional para Adolescentes,Inventário de Temperamento e Caráter – Revisado (ITC – R), Inventário de Triagem do Uso de Drogas (DUSI – R), Duke Religious Index (P-DUREL).

Copyright © 2018 Grupo AICV Inc. All rights reserved

Developed by Dalton Breno Costa

Siga-nos:

  • Facebook Social Icon
  • rgate_icon